20 de dezembro de 2017

Coisicas Artesanais - Plaquinha decorativa de Nossa Senhora da Humildade


Vocês conhecem Nossa Senhora da Humildade? Eu não conhecia até alguns anos atrás...

Para ser muito franca, não me recordo exatamente da ocasião em que vi uma dessas pela primeira vez... Sei que, a partir do primeiro "encontro" (possivelmente em algum museu), passei a me deparar (em vários outros museus) com muitas, inúmeras, dezenas destas representações cuja característica é, mais comumente, retratar uma Madonna sentada no chão (sobre um manto ou banqueta rudimentar), fato que denota a humildade que lhe estampa o título.

Bom, eu tenho as minhas manias... (E quem não?)... Uma delas é guardar folhetos e prospectos de exposições e museus - sempre que eles trazem impressões de imagens sacras que me tocam... Este aqui eu mantive guardadinho por muitos anos, até que me visitasse um impulso incontrolável de tirá-lo da gaveta e trazê-lo para o alcance dos olhos...

Esta Madonna, cujo original pintado sobre madeira se encontra no Museo Nazionale di San Matteo, em Pisa, na Itália, é de Gentile da Fabriano e possivelmente data de 1420-1423. Obviamente, por se tratar de uma colagem com a reprodução não comercial de uma obra tão importante (e que tampouco fora criada para este fim), a pecinha não está a venda. Será dada como um mimo a uma amiga super querida... ;)


Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Madonna dell' Umiltà - Gentile da Fabriano

Descrição breve: colei o recorte da Madonna sobre papel cartão e apliquei sobre plaquinha de madeira bem fininha, onde tentei reproduzir os tons de fundo da peça original no intento de dar efeito de "continuidade" na sobreposição destas peças... Passei verniz fosco e arrematei com um ganchinho de arame "à la Demori". 


Madonnas



Na minha infância e adolescência a única Madonna de que eu tinha notícia era uma cantora pop que estourou nos anos 80, rs... Mas... muito antes daquela, já existiam outras Madonnas que eu ainda desconhecia... 

"Madonnas" são representações artísticas que, há séculos, retratam Maria com o Menino Jesus. Podemos "traduzi-las" como "Nossas Senhoras" (especialmente se retratadas com o Menino). Em algumas dessas representações encontramos a presença de elementos simbólicos da paixão ou da santidade de Cristo (um cardeal, uma fruta, uma cruz...), em outras, também é bastante comum a presença de São João Menino...

Existem inúmeras dessas Madonnas espalhadas nos museus do mundo inteiro (sobretudo no "velho mundo", berço do cristianismo) e retratadas sob os 
mais variados temas e títulos, alguns deles podendo parecer inusitados para nós... "Nossa Senhora do Parapeito" (retratada por trás de uma janela apoiando seu Menino, de pé sobre o parapeito), "Nossa Senhora do Leite" (retratada amamentando o Menino)...

Bem... devo confessar aqui que sofro de uma certa paixonite descompensada por essas Madonnas... Quando visito museus que têm salas dedicadas a essas representações, costumo ficar uma pequena eternidade diante desses quadros/telas/tábuas, embevecida, contemplando, lendo legendas, fazendo fotos dos detalhes...

Sobre esta que mostro hoje aqui, de Gentile da Fabriano, tornando a olhar para ela agora, mais atentamente (e talvez influenciada pela proximidade do Natal), me ocorreu que as tantas representações de "Nossa Senhora da Humildade", retratando quase que invariavelmente Maria sentada no chão com seu Menino, bem poderiam ser uma parte, um "recorte" do imaginário que cultivamos, há aproximados dois mil anos, sobre o que (e como) teria sido o nascimento de Jesus...

Assim, sentada no chão, contemplando seu Menino com serenidade, Maria bem poderia estar naquele estábulo, cercada por burricos e carneirinhos... José estaria ali bem perto, a um canto do "cenário", talvez mexendo a lenha para manter aquecido o ambiente... Nos dias a seguir começariam a chegar, curiosos, homens e mulheres da cercania, os Reis Magos com suas prendas para completar a cena... Não sabemos... O "enquadramento" destas obras nos permite ver tão somente a mãe e seu menino num momento de intimidade e cumplicidade reveladas no zelo do olhar e na aura acolhedora de confiança e amor que daí emana...

E quem, diante disso, precisaria do resto do "cenário"??

A propósito... um *FELIZ NATAL* a todos! 
...............................................................................................................................................................


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...